Por que, como e o que é um estudo de classe?

6 de abril de 2021

Voltar

Você já se deparou com a situação em que a escolha do caixilho parece inviabilizar seu empreendimento residencial? E você tem muita dor de cabeça para resolver isso? Pois é, a escolha do caixilho é um ponto crucial nos empreendimentos e ele precisa ser escolhido de tal forma que atenda, dentre outros, os critérios acústicos da norma de desempenho. Além disso, para escolher o caixilho que atenda os critérios acústicos é necessário conhecer o ruído do entorno, ou a classe de ruído. Aí que mora o perigo! Como o estudo de classe de ruído tem a função de instruir sobre a escolha do caixilho, geralmente é realizado quando a obra está finalizando, o que pode gerar muitas complicações caso a classe exija um caixilho de maior custo, acima do que é esperado/orçado. Por isso, imagine como seria bom ter conhecimento da classe antes mesmo de iniciar um projeto ou até mesmo antes da compra de um terreno. Sim, é possível ter conhecimento sobre a classe de um empreendimento antes de tudo e com grande precisão, para que possa, inclusive, auxiliar na escolha de um terreno.
Essa definição da classe de ruído de um empreendimento logo no início é possível e para que seja de forma precisa é importante fazer uma simulação de propagação de ruído ambiental, considerando as fontes emissoras de ruído do entorno (tráfego urbano, rodoviário, ferroviário e aeroviário), topografia e prédios da região. Além disso, também é importante fazer uma análise dos limites legais em legislações pertinentes. Com isso, é possível determinar a classe de ruído para um empreendimento em fase inicial ou para um terreno. Vou chamar esse estudo de classe, realizado no início do empreendimento, como “prospecção de terrenos”. Note que, neste caso, por ser muito no início, teremos uma única classe para o empreendimento/terreno.
Sabe-se que é prática no mercado a adoção de caixilhos diferentes para cada fachada, visando uma otimização do orçamento na obra e também uma padronização em relação ao conforto acústico do usuário final. Por isso, assim que tiver a escolha do terreno e a implantação definitiva, torna-se novamente importante a realização de um estudo de classe completo, para que se tenha conhecimento das classes por fachada. Aí você pode se perguntar: mas então eu vou ter que fazer 2 estudos de classe? Na verdade, tendo realizado o estudo para prospecção de terrenos, o segundo é complementar, visto que a análise é a mesma, mas que, agora, a implantação é inserida na simulação e é possível verificar o nível de ruído incidente em cada fachada do edifício e assim, ter a definição de classe por fachadas.
Em ambos os casos, por serem estudos utilizados para tomada de ações decisivas em um projeto, destaca-se a importância de que sejam realizados com muito rigor técnico. Por isso, para encerrar, vou listar alguns fatores que podem ser observados em um relatório para “validar” um estudo de classe:
– Norma de cálculo utilizada: a norma de cálculo é o que define como o ruído de ruas, avenidas, rodovias, trens e aviões se propaga no mapa. Não existe norma específica para o Brasil, entretanto, estudos (ref.) mostram que o CNOSSOS é a norma que melhor representa as características de veículos e pavimentos brasileiros.
– Análise do entorno: como falado anteriormente, é importante considerar as fontes e geometria do entorno. Isso pode ser confirmado observando as imagens geradas na simulação. É importante ver se contém todas as ruas, linhas de trem e avião nos locais corretos, existência de túneis, altura das vias, como pontes, viadutos, etc. Para observar todas essas coisas é importante que se tenha imagens em planta e em corte.
– Propagação de ruído coerente: a propagação de ruído em um mapa aparece como faixas de cores. É importante observar em corte e em planta, para que estejam coerentes. Por exemplo, uma avenida emitindo ruído, deve ter linhas coloridas paralelas a ela. Podem acontecer alguns efeitos diferentes no encontro entre as vias ou se tiver uma via emitindo muito mais ruído que outras. Entretanto, de forma geral, a propagação deve ser paralela próximo de cada via.
– Programa computacional de confiança: Existem no mercado alguns softwares já consagrados. É importante ter conhecimento de qual foi utilizado e se ele é válido.
Tendo isso, pense em estudos de classe para prospecção de terrenos e estudo de classe completo como peças fundamentais nos empreendimentos residenciais e que, elaborados com rigor técnico, são importantes ferramentas para otimização do seu empreendimento e para proporcionar ao seu cliente a melhor experiência possível em conforto acústico.